Bispo Diocesano analisa 2019, comenta expectativas para o ano novo e revela tema da Campanha da Fraternidade-2020

Foto: Jotha Herre

O bispo diocesano de Cajazeiras Dom Francisco de Sales, em sua primeira entrevista à imprensa Cajazeirense, ou seja, Rádio Oeste AM e Novo Diário da Oeste, fez uma análise do que foi o ano passado dentro da visão da igreja. Ele destacou que 2019, foi um ano voltado para a juventude citando entre as ações, um evento na cidade de Itaporanga em novembro, contando com mais de 150 jovens das 62 paróquias sob a jurisprudência da diocese de Cajazeiras. O pastor também fez menção ao fato de pessoas que professam a fé em Jesus, mas que pregam a violência em suas diversas formas. “Essas coisas nos preocupam e penso que deve preocupar cada ser humano de boa vontade. Não precisa nem trazer a marca de Cristo na sua fronte, mas, cada ser humano de boa vontade, não pode se tornar insensível a estas realidades” disse D. Francisco.

O líder religioso ao falar sobre esse novo tempo que começa, deixou claro que a igreja está preparada para os novos desafios. Ele lembrou que o mundo não se transforma num bater de um relógio, mas, que esta transformação cabe a nós. “Nós não podemos esperar soluções mágicas. Não existe no dinamismo na vivencia de nossa fé: passe de mágica.” Observou.

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020:

Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) definiu a campanha da fraternidade 2020. Esta informação foi repassada em primeira mão, durante a conversa com D. Francisco. Ainda segundo o mesmo, o lema faz uma referencia ao evangelho e lembra a passagem conhecida como: “O bom samaritano”.

MUDANÇAS:

Outra revelação do religioso, é que ainda no primeiro semestre, uma ação administrativa resultará em algumas alterações nos comandos de algumas paróquias, mas, ele não quis adiantar em que cidades/paróquias essas mudanças ocorreram.

Ouça na íntegra!